Brasão

> Vice Reitoria Acadêmica > Solar Grandjean de Montigny > Exposições 1989 >

Exposição
Serviços Comunitários
 
Exposição:
"Loetz Austria 1900"

Período:
de 7 a 25 de março de 1989

Solar Grandjean de Montigny
Museu Universitário
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Gávea | RJ
Telefone: 21 3527-1435
Tel/fax: 21 3527-1434
e-mail: solargm@puc-rio.br
www.puc-rio.br/sobrepuc/depto/solar

Entrada Franca

Loetz Austria 1900

 


          O Encanto do vidro iridescente está presente nos produtos da famosa firma de Joh. Loetz Witwe num grupo de obras que combinam desenho artístico com perfeição técnica e profissional.

          Inicialmente inspirados nos vidros de Tiffany, rapidamente os artesãos boêmios encontraram o seu próprio caminho, muitas vezes seguindo desenhos vienenses. Os vidros Loetz alcançaram seu momento mais brilhante com Max Ritter Von Spaun, que dirigiu a companhia de 1879 a 1908. Depois de muitos altos e baixos e um grande incêndio no ano de 1930, a companhia entrou em crise e finalmente fechou em 1951.

Loetz Austria 1900 - Trabalho           Os vidros tomaram seu nome de Susanna Lotz (1809-1887), viúva de Johann Lotz (1778-1844), que casou em segundas núpcias com Dr.Franz Gerstner. Os Gerstner compraram a fábrica "Joh. Lotz Witwe" em 1863. A fortuna da companhia começou com Max Ritter Von Spaun filho do escrivão Max Von Spaun e de Karoline Lotz (filha de Susana e John). Durante a sua direção a companhia tirou muitas licenças para vidros iridescentes e brilhantes. Assim: A licença para "objetos de vidro com brilho azul ou ouro" (1895), uma licença para "objetos com brilho metálico e o processo de manufatura"(1896), e provavelmente, a mais importante, mais tarde convertida em patente, o "novo processo para a manufatura tem sido muitas vezes, comparados à iridescencia da madrepérola e ao brilho das asas da borboleta, ou das penas do pavão. A iridescencia pode cobrir os lados com sombras brilhantes, ou estar criando desenhos com linhas de prata, desenhos marmorizados ou patchwork.

          A companhia Loetz recebeu o prêmio máximo, "O Grand Prix", nas férias internacionais de Paris de 1889 e 1900. Na virada do século tinha mais de cem trabalhadores produzindo vidros desenhados por artistas famosos como Koloman Moser, Leopold Bauer, Marie Kirschnerm, Robert Holubetz e Jutta Sika. Nas obras raramente aparece a assinatura do artista entretanto sempre temos gravada a "seta" ou as palavras "Loetz Áustria" e, às vezes, "Spaun".

Voltar


PUC-Rio - Rodapé

 
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Cep: 22451-900 - Cx. Postal: 38097

CONTATOS: Telefones: (55 21) 3736-1001 / 3527-1001 - | Fale Conosco |
| Privacidade e Proteção de Dados Pessoais | PUC-RIO © 1992 - 2024. 32 anos na WEB - Todos os direitos reservados.