Yahoo! Cadê?

 

Como funciona uma ferramenta de busca

O que é indexação? Para que ela serve?

HTML - Por que essa e não outras linguagens

Links - O que eles podem fazer pelo seu site

Flash e Java script: como fazer para que eles não atraplhem seu site

O que são e como fazer boas Meta-tag

Escolhendo o título do seu site

Escolhendo e colocando palavras-chave no código

Frames: por que não usá-los?

Cookies - O que são e o que têm a ver com a busca

Sites dinâmicos: como eles podem prejudicar seu resultado na busca

Malandragens que podem tirar seu site do mapa

Submissão: métodos de garantir que seu site vai aparecer

 

Como funciona uma ferramenta de busca

A tarefa de ferramentas de busca na web, como o Yahoo! e o Cadê? não é nada fácil. Imagine vasculhar, a cada busca, bilhões de sites procurando informações precisas, como a o nome do autor de um livro ou a localização de um estabelecimento. Esse trabalho gigantesco é executado pelas spiders ou robots, programas que entram nas páginas e lêem seus conteúdos, assim como internautas comuns.

Uma vez que os dados de uma busca estejam indexados, eles precisam ser listados da melhor maneira para o usuário. O que determina isso é o algoritmo que a ferramenta usa. O algoritmo é um conjunto de regras que estabelece uma hierarquia entre os resultados da busca. É lá que estão estabelecidos os critérios para avaliação das páginas e o que elas devem ter para serem consideradas relevantes e aparecer na frente das outras.

É claro que a leitura que as spiders fazem dos sites é diferente da dos internautas. Em primeiro lugar, o que elas avaliam não é o site propriamente, mas o código que o gera. Por isso, é fundamental que o código de sua página esteja em perfeita sintonia com os critérios que esses programas usam. Abaixo explicamos quais são os mais importantes desses critérios e damos uma série de dicas técnicas para que as ferramentas de busca entendam melhor seu site Assim, suas chances de conseguir melhores lugares nas páginas de resultados será maior.

Início

Indexação
Uma ferramenta de busca não pode vasculhar toda a internet sempre que alguém fizer uma busca. O que os buscadores fazem é "indexar" páginas. Eles criam um banco de dados para cada termo que é buscado e nesse arquivo põem as páginas relacionadas a essa palavra. Quando alguém fizer uma busca, é a esses arquivos que a spider vai recorrer.

De tempos em tempos esse banco de dados é renovado, num intervalo determinado por cada site de busca, mas que costuma ser de meses. A busca vasculha a web novamente e renova os dados. Se você fizer alterações no seu site, elas só aparecerão depois que a ferramenta de busca fizer uma nova indexação. Não espere que as mudanças que você faz em seu site façam efeito no momento em que você as puser no ar.

Início

HTML
É a linguagem de programação que as ferramentas de busca entendem melhor, nos casos que não é a única. Outras linguagens e recursos, como Java script, Flash e arquivos de imagens, são indecifráveis para essas ferramentas. Por isso, o ideal é que seu site seja construído em HTML ou, se você não pode abrir mão desses recursos mais sofisticados, combine-os a essa linguagem.

Diferente dos navegadores mais modernos, que encontram e corrigem erros de programação, os mecanismos de busca se atrapalham e não conseguem entender um código com falhas. Isso quer dizer que se sua página não tiver uma configuração precisa, ela será ignorada por praticamente todas as ferramentas de busca, apesar de aparecerem nos navegadores. Um modo de se prevenir contra isso é usar softwares de validação de HTML. Eles analisam o código e apontam erros e imprecisões. Alguns desses programas estão disponíveis gratuitamente na internet.

Início

Links
Os links são as propriedades mais importantes do seu site, pelo menos no que diz respeito à busca. É a partir deles que as spiders avaliam a relevância do seu site, isto é: quanto mais sites tiverem links para sua página, mais relevante ela será considerada em relação à palavra que ela é linkada. Simplificando: se você vende flores pela internet, quanto mais sites tiverem a palavra flores servindo como link para seu site, maiores serão suas chances de aparecer nas primeiras posições quando alguém buscar por essa palavra.

Os mecanismos de busca também avaliam os links que existem na sua página (links de saída). Se seu site tiver links para sites considerados relevantes, ele também poderá ser considerado mais relevante e conseguir posições melhores na página de resultados.

Quando uma ferramenta de busca entra em seu site, ela segue todos os links contidos nele, podendo assim chegar nas suas páginas internas e até apresentá-las como resultado de busca. Mas se seus links estiverem editados em uma linguagem que essa ferramenta não entende, ela não conseguirá chegar nas seções do seu site. Por isso é importante que você construa seus links de maneira simples, usando linguagem HTML e abrindo mão de imagens, Flash e outras linguagens. Se você não puder fazer isso, crie uma barra de navegação alternativa, combinando HTML a essas outras linguagens.

Os links internos do seu site - os textos ou botões que levam para páginas internas - também são avaliados pelas spiders, para que elas possam ou não trazer suas páginas internas como resultado de busca. Por isso é importante que esses links estejam editados em HTML, a linguagem preferida das ferramentas de busca. Se você não puder abrir mão de outras linguagens, como JAVA Scripts, ou Flash, a melhor alternativa é criar uma barra de navegação alternativa em HTML, unindo-a a outras linguagens.

Esse é o código mais simples de um link: <a href="http://www.nomedosite.com.br">Texto</a>. Usar imagens no lugar do texto prejudica a ação dos programas de busca.

Início

Flash
Como já foi dito anteriormente, mecanismos de busca não conseguem ler sites que usam Flash. O melhor a fazer é colocar as partes em Flash dentro de um código HTML e criar uma barra de navegação com esse tipo de código. Desse modo você não perde em qualidades visuais e não faz com que seus sites desapareçam da busca.

Java Script
Essa linguagem também não é reconhecida pelas ferramentas de buscas. As mesmas dicas em relação ao Flash são válidas nesse caso.

Início

Meta-tag
Dentro do código HTML do seu site, é possível colocar informações que somente as ferramentas de busca lêem. As chamadas Meta tags são parâmetros que descrevem seu site para a ferramenta de busca. Nelas você coloca as principais palavras-chave pela qual você quer que seu site seja identificado, além de uma descrição por extenso do seu site. As Meta-tags abaixo são as que você precisa:

<meta name= "description" content= "descrição do site">.<meta name="keywords" content="palavras-chave">
Essa tag apresenta a descrição do siteTermos pelos quais sua página vai aparecer.

Escrever boas meta-tags não é tarefa das mais difíceis. Em primeiro lugar, seja econômico. Não faça descrições muito longas, pois os mecanismos de busca se limitam a ler cerca de 200 caracteres desses textos. Em segundo: não tente enganar a busca; não exagere no número de palavras-chave, nem coloque termos que não têm nada a ver com o conteúdo do seu site. As ferramentas de busca estão preparadas para identificar, e inclusive punir sites que apelem para esse tipo de artifício. O número ideal de palavras-chave é de três a cinco.

Além disso tudo, faça meta-tags diferentes para cada uma das páginas internas do seu site. Assim você descreve melhor seu site e aumentas as chances das páginas internas serem indexadas e aparecerem como resultado em uma busca.

As meta-tags já foram critérios considerados mais importantes pelos mecanismos de busca. Hoje a maioria deles considera mais importante o texto que aparece para o usuário, pois é lá que estão as informações que podem ser úteis a ele. Mas mesmo assim, é importante que você preencha as meta-tags, pois elas são mais uma arma para fazer seu site aparecer.

Início

Título
O título da sua página é uma das informações mais importantes do seu site, se você pretende alcançar melhores resultados na busca. As ferramentas de busca o consideram a informação mais importante do código, por isso não jogue fora esse pequeno e precioso espaço.

Bons títulos se caracterizam por sintetizar bem o que um site tem. Escolha uma frase que contenha as palavras-chaves que melhor descrevem seu site, e pelas quais você quer que ele seja encontrado. Por exemplo, para uma floricultura de São Paulo, que entrega em domicílio, um bom título contém todas essas informações principais: Flores em São Paulo - entrega em domicílio.

Lembre-se que tanto a página inicial quanto as internas devem ter o mesmo título. Também é importante que o título seja atraente para o usuário, pois é ele que aparece como link nas páginas de resultado da busca.

O título de um site aparece assim no código HTML:
<title>Nome do site</title>

Início

Palavras-chave
As palavras-chaves são o primeiro passo para que você obtenha melhores resultados na busca. Saber quais palavras-chave seu público está usando para pesquisar na internet é importante para que você desenvolva o conteúdo da suas páginas, formate as meta-tags e os títulos.

Pense nas palavras que mais têm a ver com seu produto e procure saber como seu público busca na internet. Por exemplo, se eles procuram mais por flores, por arranjos florais, ou pelo termo flores associado a um tipo delas, como "flores margarida". Enfim, pesquise como o internauta faz suas buscas e use isso quando for escrever os textos que estarão nas páginas de seu site. Como você tem uma idéia de que termos o internauta usa, dê um jeito de colocá-lo no texto. São essas palavras as ideais para estarem no texto, nas meta-tags no título do site e das seções e nas ALT-tags.

Início

Frames
Páginas que contêm frames podem trazer vários problemas de navegação para os usuários. Um dos principais é que, em um site com frames, é impossível salvar páginas internas. E se isso é um problema para o internauta comum, também é para o dono do site, pois quase todas as ferramentas de busca não conseguem indexar páginas internas de um site que tenha frames, portanto, essas páginas nunca vão aparecer como resultado de uma busca.

Existem casos isolados de mecanismos de busca que conseguem ler áreas específicas de sites construídos com frames. Se você colocar parte do seu código dentro da tags <noframes></noframess>, esse conteúdo será examinado pelas spiders da busca. Coloque apenas texto limpo, sem imagens, e não se esqueça dos links para que a spider de busca possa seguir.

Início

Cookies
Ferramentas de busca não lêem cookies, mas se seu site os usa, não se preocupe. Apenas verifique se ele pode ser aberto sem eles, configurando seu browser para desativar os cookies.

Sites dinâmicos
Sites dinâmicos são aqueles que costumam ter URLs enormes e esquisitas, desse tipo: www.nomedosite.com.br/default?page_id=16519940. Tais sites funcionam da seguinte maneira: o dono dele constrói uma página padrão, que costumamos chamar de template. Esse código define como o conteúdo deve ser apresentado e de onde deve vir, mas o conteúdo propriamente não está nela. O problema é que as ferramentas de busca não entendem esse tipo de programação. Elas não sabem que parte do código designa parâmetros visuais do site e quais são relacionados à informação e conteúdo. Isso dificulta e às vezes até impossibilita a indexação de páginas internas.

Início

Malandragens
Cloaking e IP delivery
São recursos que algumas páginas usam para mostrar a cada usuário uma versão diferente do site. De acordo com o browser, com o tipo de conexão e até com a localização do usuário, ele pode puxar um código diferente e mostrar um conteúdo localizado.

Se ele identifica até onde o usuário mora, ele pode também saber quando um mecanismo de busca acessa seu site e mostrar para ele uma página diferente da que o usuário comum vê, com meta-tags e texto sem a mínima relação com o conteúdo verdadeiro do site, mas que são populares.

Muitos webmasters usam esse tipo de artimanhas tentando aumentar o número de pageviews e cliques no seu site, bem como para aparecer em uma posição melhor nos resultados de busca. Porém as spiders de busca estão preparadas não só para identificar, mas também para colocar "de castigo" sites que usam tais artifícios, simplesmente tirando-os das páginas de resultado. Portanto, não use esse tipo de artifício, pois ele pode fazer com que seu site suma, ao invés de aparecer mais.

Link farming
Os webmasters sabem que as ferramentas de busca consideram mais relevantes os sites que são mais linkados a partir de outras páginas (têm mais links de entrada). Por isso, muitos deles se juntam em grupos, e cada um põe links para os sites dos outros em suas páginas. A lógica é simples: eles aumentam o número de links de entrada para seus sites, são considerados mais relevantes pela busca e conseqüentemente aparecem em posições melhores nas páginas de resultados. Mas esse raciocínio não é verdadeiro. Em primeiro lugar, links vindos de páginas que não têm nada a ver com o seu negócio, ou de páginas hospedadas em servidores gratuitos não fazem muita diferença. Os links de entrada que realmente podem mudar sua posição numa página de resultados vêm dos sites considerados autoridades em algum assunto, ou sites de popularidade comprovada. Além disso, os mecanismos de busca são espertos e capazes de identificar e punir quem usa essas artimanhas. Por isso, vale mais a pena você gastar seu tempo e energia para conquistar links de entrada em sites importantes em vez de correr o risco de ser punido pela busca.

Palavras-chave falsas
Quando fazem seus sites, muitos webmasters enchem as meta-tags com palavras que não tem nada a ver com o ramo em que atuam. Eles seguem o raciocínio de que, se colocarem termos muito buscados, como sexo e mp3, seus sites aparecerão quando alguém buscar temas relacionados a eles, sendo assim considerados mais relevantes.

Realmente as ferramentas de busca levam em conta as meta-tags, mas além de elas não serem o principal critério, a busca compara o conteúdo delas com o restante do site e identificar quando o site lança mão desse artifício. Elas também podem deixar o site "de castigo", fazendo-o sumir das páginas de resultados.

Início

Submissão
Seguir todas essas recomendações ainda não garante que a colocação do seu site nas páginas de resultados melhore. Elas apenas aumentam suas chances, já que seu site vai estar falando a mesma língua que programas de busca. Como a posição na busca depende também da popularidade dos sites, o seu pode ficar para trás, mesmo estando de acordo com os regras dos buscadores.

Mas como a popularidade do meu site vai aumentar se ele não aparece na busca? E como meu site vai aparecer na busca se ele não é popular? Esse círculo vicioso pode ser rompido através dos serviços de inclusão nos resultados na busca. A maioria deles é pago, mas pode garantir uma boa colocação na página de resultados. Veja:

Submissão ao diretório: inclui seu site apenas nos diretórios do Yahoo! e do Cadê?, assim ele poderá ser encontrado sempre que alguém fizer uma busca lá. É o único gratuito e vale apenas para páginas não-comerciais.

Yahoo! Comercial Web: inclui seu site nos diretórios Yahoo! e Cadê? e garante que ele seja avaliado pela ferramenta de busca a cada 48h. Assim, qualquer mudança que você fizer em seu site poderá surtir efeito mais cedo.

Links patrocinados: coloca seu site em posição de destaque, no topo da página, acima dos resultados regulares. Você pode escolher para quais palavras buscadas quer que seu site apareça antes.

Início

 
Copyright © 2004 Yahoo! do Brasil Internet Ltda. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade