ÔĽŅ PUC-RIO - Ensino e Pesquisa - Pós-Graduação
Brasão

> Pós-Graduação e Pesquisa> Mestrado e Doutorado > Página anterior

Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem
Pós-Graduação
 
 


Informações sobre as linhas de pesquisa e os projetos vinculados
Imagem ilustrativa deste item


item Linha de pesquisa 1: Desafios do Contempor√Ęneo: teorias e cr√≠tica

     Projetos de pesquisa vinculados √† linha de pesquisa 1

T√≠tulo: A prosa contempor√Ęnea brasileira e a interven√ß√£o de sua cr√≠tica
Docente Respons√°vel: Karl Erik Schollhammer

A pesquisa proposta √© um desdobramento direto dos √ļltimos projetos desenvolvidos com a finalidade de analisar e entender melhor a din√Ęmica atual da produ√ß√£o liter√°ria brasileira. Durante os √ļltimos per√≠odos da pesquisa o objetivo tem sido mapear as tend√™ncias principais da prosa contempor√Ęnea e num segundo momento aprofundar a compreens√£o de sua profunda preferencia pelo realismo e sua tradi√ß√£o, mesmo conciliada com um certo experimentalismo modernista. Minha proposta para o presente momento da pesquisa √© investigar o papel da pr√≥pria cr√≠tica liter√°ria no reconhecimento e elabora√ß√£o deste campo de investiga√ß√£o. Procuraremos seguir os caminhos da canoniza√ß√£o cr√≠tica e desvendar a cumplicidade entre a cria√ß√£o e seu reconhecimento do qual a pr√≥pria pesquisa se entende como parte. Nesse sentido h√° um cerne √©tico e tamb√©m pol√≠tico na pesquisa proposta que prop√Ķe discutir o papel da cr√≠tica liter√°ria na academia, na imprensa, na educa√ß√£o e na interven√ß√£o social. O papel contempor√Ęneo da literatura n√£o pode ser entendido sem a compreens√£o de sua complexa inser√ß√£o institucional garantida e promovida pela atividade cr√≠tica. Assim, a pesquisa n√£o abandonar√° seu fundamento na prosa brasileira das √ļltimas duas d√©cadas, muito pelo contr√°rio, mas vai considerar ativamente o espelhamento de reconhecimento m√ļtuo entre cria√ß√£o, cr√≠tica e teoria a partir da d√©cada de 60 quando a discuss√£o da literatura contempor√Ęnea ganha corpo nos estudos da literatura brasileira.

Título: Repertórios teóricos e prática crítica hoje
Docentes Respons√°veis: Heidrun Krieger Olinto
                                                Karl Erik Schollhammer

O projeto objetiva refletir criticamente sobre as formas de produzir conhecimento nos Estudos de Literatura e Cultura promovendo o di√°logo com os campos da filosofia, antropologia, hist√≥ria, sociologia, teologia e da comunica√ß√£o midi√°tica, de forma a permitir novas articula√ß√Ķes entre express√Ķes e experi√™ncias est√©ticas e viv√™ncias no mundo contempor√Ęneo.

Título: As bases interdisciplinares do pensamento hermenêutico
Docente Respons√°vel:
Eliana Yunes


O jogo que se d√° entre as multidisciplinaridades das √°reas da hermen√™utica (Filosofia e Teologia) e da interpreta√ß√£o (Psican√°lise, Teoria Liter√°ria, Antropologia, lingu√≠stica) encontra no espa√ßo da leitura seu lugar de entrela√ßamento te√≥rico capaz de produzir uma interdisciplinaridade com rela√ß√£o √† emerg√™ncia de sentido no tocante a realidade. Dessa forma considera-se a leitura como a circunfer√™ncia vital onde a pergunta pelo sentido engendra v√°rias possibilidades que ao longo da hist√≥ria v√£o se constituindo em disciplinas e, √† medida que ocorre uma maior complexifica√ß√£o, se tornam campos disciplinares. Se vistas de forma estanque, disciplinaridade e interdisciplinaridade percorrem caminhos te√≥ricos pr√≥prios, constituindo epistemologias distintas sobre a quest√£o do sentido. Contudo, se percebidos a partir do espa√ßo da leitura como g√™nese comum a ambos, pode-se afirmar uma epist√™me pr√≥pria que recolha das diversas ramifica√ß√Ķes os fios a serem entrela√ßados. Para tanto se prop√Ķe um levantamento hist√≥rico disciplinar de autores e textos que discutem o sentido nas √°reas da Filosofia, Teologia, Psican√°lise, Teoria liter√°ria, Antropologia e Lingu√≠stica. Tal levantamento se dar√° aproximando em perspectiva multidisciplinar tais disciplinas; nesse sentido, ao falar de hermen√™utica fala-se de Filosofia e Teologia e, ao falar de interpreta√ß√£o, fala-se de Psican√°lise, Teoria Liter√°ria, Antropologia, lingu√≠stica.

Título: Os textos fundamentais de teoria da leitura
Docente Respons√°vel:
Eliana Yunes


A falta de um volume que re√ļna os textos fundamentais sobre teorias da leitura, envolvendo o pensamento filos√≥fico e teol√≥gico numa primeira fase e logo, reflex√Ķes advindas de outras √°reas como Literatura, Antropologia Psican√°lise, sobretudo, motivaram o levantamento sistem√°tico de autores e obras que puderam contribuir para criar uma concep√ß√£o contempor√Ęnea do ato de ler, incluindo al√©m de autores e textos a figura do receptor, o leitor. Com um procedimento rastreador primeiro e logo seletor de textos, pretende-se reunir cap√≠tulos de estudos que nos seu conjunto possa contribuir, ainda que n√£o exaustivamente para novos pesquisadores do tema avan√ßarem numa hist√≥ria da interpreta√ß√£o.

T√≠tulo: Literatura e morte nas l√≠nguas da inf√Ęncia
Docente Respons√°vel:
Rosana Kohl Bines



Investigam-se repert√≥rios te√≥ricos e liter√°rios investidos na imagina√ß√£o de uma "l√≠ngua da inf√Ęncia" e avalia-se a produtividade deste tropo para descrever pr√°ticas de escritas extremas, que exploram regi√Ķes liminares entre mudez e eclos√£o da fala no empenho de formalizar discursivamente a experi√™ncia da morte em contextos violentos. A hip√≥tese central da pesquisa √© a de que as l√≠nguas da inf√Ęncia colaboram expressivamente para dizer experi√™ncias radicais de extin√ß√£o da vida e supress√£o da voz humana, de que decorre sua vig√™ncia tamb√©m como operador conceitual para nomear linhas de for√ßa decisivas da escrita inventiva na contemporaneidade, vinculadas a procedimentos de dissolu√ß√£o de formas e de valoriza√ß√£o de estados de precariedade, imperman√™ncia e incompletude. Neste sentido, em paralelo ao exame de amostras liter√°rias, rastreiam-se tamb√©m evoca√ß√Ķes da l√≠ngua da inf√Ęncia em amostras do pensamento filos√≥fico, visando observar o alcance cr√≠tico de certas concep√ß√Ķes de literatura como pr√°tica de revitaliza√ß√£o da inf√Ęncia na l√≠ngua, como abertura para uma inf√Ęncia do dizer.

T√≠tulo: Fic√ß√£o e cotidiano: regimes de visibilidade na literatura e no cinema brasileiros contempor√Ęneos
Docente Respons√°vel:
Vera Lucia Follain de Figueiredo

Pretende-se analisar a configura√ß√£o do jogo de interc√Ęmbios entre o mundo da arte e da n√£o arte, que estaria em curso na fic√ß√£o das duas √ļltimas d√©cadas, √† luz do vazio deixado pela aus√™ncia da dimens√£o do projeto e pela denega√ß√£o da temporalidade hist√≥rica.

T√≠tulo: M√≠stica e testemunho: um estudo sobre conhecimento, linguagem e pr√°xis na m√≠stica contempor√Ęnea
Docente Respons√°vel:
Maria Clara Lucchetti Bingemer


A presente proposta pretende, portanto, seguir este mesmo eixo fundamental at√© agora pesquisado, - o da M√≠stica crist√£ na contemporaneidade - tomando para isso outro conceito como perspectiva de estudo: o testemunho. Partimos da hip√≥tese - constatada no projeto anterior de pesquisa - que uma caracter√≠stica constitutiva da m√≠stica crist√£ na contemporaneidade √© sua indissol√ļvel conex√£o com a √©tica. Os escritos dos m√≠sticos estudados s√≥ fizeram comprovar ainda mais esta hip√≥tese. A interpela√ß√£o fundamental da √©tica, portanto, faz emergir da experi√™ncia m√≠stica contempor√Ęnea, que se viu caracterizada na etapa anterior como desinstitucionalizada e mesmo at√© destradicionalizada, encontrando seu caminho em meio √† secularidade uma necessidade urgente de verbalizar-se, visibilizar-se e incidir na realidade, na polis. Para isso, agrega ao conceito central da etapa anterior da pesquisa - o conceito de m√≠stica - outro que pela import√Ęncia dever√° enriquecer e ampliar o espectro dos terrenos explorados: o de testemunho.

T√≠tulo: Imagina√ß√£o te√≥rica nos estudos liter√°rios e na pr√°tica teatral contempor√Ęnea: acentos performativos
Docentes Respons√°veis:
Mariana Maia Simoni
                                                Heidrun Krieger Olinto

O projeto pretende vincular a investiga√ß√£o cient√≠fica de um repert√≥rio te√≥rico e est√©tico inovador, no campo dos estudos liter√°rios e teatrais, com atividades de ensino na Gradua√ß√£o e na P√≥s-Gradua√ß√£o do Departamento de Letras da PUC-Rio. Teorias liter√°rias atuais pautam-se pelo di√°logo com campos disciplinares como psicologia, sociologia, hist√≥ria e antropologia problematizando, entre outras, no√ß√Ķes de texto, express√£o e interpreta√ß√£o a partir de uma reflex√£o inovadora acerca dos processos interativos baseados na articula√ß√£o rec√≠proca entre teoria e pr√°tica. Al√©m disso, estimulam novos questionamentos a partir da amplia√ß√£o de abordagens semi√≥ticas em dire√ß√£o a perspectivas pragm√°ticas relacionadas ao texto e com acento sobre uma nova vincula√ß√£o entre teoria e pr√°tica. No √Ęmbito da pesquisa, o projeto busca, assim, avaliar o potencial explicativo e cr√≠tico de certos repert√≥rios te√≥ricos contempor√Ęneos desenvolvidos no espa√ßo dos estudos liter√°rios, em vista de uma articula√ß√£o proveitosa com a esfera do teatro contempor√Ęneo, aliando formas de sua teoriza√ß√£o com determinadas pr√°ticas de encena√ß√£o realizadas no Rio de Janeiro e suas rela√ß√Ķes com a produ√ß√£o teatral internacional. No √Ęmbito do ensino a partir da elabora√ß√£o de m√≥dulos a serem ministrados essas investiga√ß√Ķes ser√£o aproveitadas para elaborar novos m√©todos, formas e conte√ļdos na constru√ß√£o de conhecimento em n√≠vel de Gradua√ß√£o e estimular reflex√Ķes criativas contribuindo para a consolida√ß√£o do novo Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o Literatura, Cultura e Contemporaneidade.

Voltar


item Linha de pesquisa 2: Novos cen√°rios da escrita

     Projetos de pesquisa vinculados √† linha de pesquisa 2

T√≠tulo: Sobreviv√™ncias do popular local e da vanguarda em escritas brasileiras contempor√Ęneas
Docente Respons√°vel:
Marília Rothier Cardoso

Tr√™s quest√Ķes decisivas s√£o levantadas pela produ√ß√£o liter√°ria das √ļltimas d√©cadas: o car√°ter "expandido" das escritas, a pot√™ncia dos meios art√≠sticos (perceptivo-afetivos) de produzir pensamento e a multiplicidade de tempos heterog√™neos. Para dar conta dessas quest√Ķes prop√Ķe-se um experimento anal√≠tico-avaliador a ser desenvolvido a partir de arquivos tempor√°rios para leitura da escrita-objeto em contraponto a res√≠duos de escritas sobreviventes de passados diversos. Visando contribuir para a revis√£o dos fundamentos te√≥rico-metodol√≥gicos da cr√≠tica, procura-se conjugar uma gama de conceitos operat√≥rios -- propositalmente desviantes da tradi√ß√£o epistemol√≥gica hegem√īnica -- cunhados e empregados no √Ęmbito de perspectivas investigativas diferentes e suplementares de pensadores como Warburg, Benjamin, Agamben, Foucault, Deleuze, Derrida, Viveiros de Castro, Didi-Huberman. Os experimentos ser√£o realizados com amostras recolhidas da produ√ß√£o brasileira recente

Título: Genealogias do corpo
Docente Respons√°vel:
Ana Paula Veiga Kiffer

A investiga√ß√£o quer analisar contrastivamente no√ß√Ķes de corpo esbo√ßadas atrav√©s de manifesta√ß√Ķes art√≠stico e liter√°rias dos anos sessenta e setenta e outras mais recentes, dos anos noventa at√© hoje. Desse modo busca-se empreender um contraste hist√≥rico e conceitual que desenhe e pense genealogias do corpo, n√£o exaustivas, por√©m capazes de abrirem um corpus reflexivo acerca das rela√ß√Ķes entre as no√ß√Ķes de corpo, afeto, escrita, for√ßa e forma, e como as mesmas transformaram o cen√°rio art√≠stico e cultural dos sessenta ao contempor√Ęneo. Para tanto, alguns t√≥picos orientar√£o o mapeamento e a delimita√ß√£o do corpus a ser trabalhado: a no√ß√£o de escrita como motor expansivo do campo liter√°rio (textual); a rela√ß√£o entre escrita e corpo em diferentes manifesta√ß√Ķes art√≠sticas; tens√Ķes entre for√ßa e forma como l√≥cus de passagem entre dom√≠nios art√≠sticos heterog√™neos e tens√Ķes entre o p√ļblico e o privado, vistas sobre o prisma da no√ß√£o de afeto.

Título: Poéticas da Canção
Docente Respons√°vel:
Julio César Valladão Diniz


Este projeto tem como objetivos a an√°lise das vincula√ß√Ķes entre literatura e m√ļsica no espa√ßo de reflex√£o dos estudos contempor√Ęneos de cultura; a problematiza√ß√£o das rela√ß√Ķes, apropria√ß√Ķes e tradu√ß√Ķes da tradi√ß√£o liter√°ria a partir de novas configura√ß√Ķes textuais e culturais; e a discuss√£o da presen√ßa da m√ļsica popular no debate cultural brasileiro e sua inser√ß√£o no contexto das rela√ß√Ķes sociais e pol√≠ticas da hist√≥ria recente do Brasil.

Título: O verso na poesia brasileira moderna
Docente Respons√°vel:
Paulo Fernando Henriques Britto


Estudo das diferentes maneiras como o verso vem sendo trabalhado pelos poetas brasileiros a partir do modernismo at√© o momento presente, com √™nfase em duas quest√Ķes espec√≠ficas: a multiplicidade de formas compreendias sob a rubrica verso livre e as formas praticadas pelos representantes dos movimentos de vanguarda, propostas como alternativas ao verso.

Título: A Linguagem como forma de vida e o perspectivismo
Docente Respons√°vel:
Helena Franco Martins


Este projeto investiga uma famosamente elusiva e dif√≠cil no√ß√£o wittgensteiniana: forma de vida (Lebensform). Reconhece nela o √≠ndice poss√≠vel de uma manifesta√ß√£o singular de perspectivismo no pensamento do fil√≥sofo. Ambiciona contribuir para a compreens√£o e potencia√ß√£o dessa singularidade, construindo uma reflex√£o que exponha a no√ß√£o wittgensteiniana de linguagem como forma de vida √† atmosfera de outros pensamentos perspectivistas. Buscar√° faz√™-lo n√£o apenas no interior do campo da filosofia matriz do pr√≥prio termo perspectivismo, mas tamb√©m no √Ęmbito de importantes reverbera√ß√Ķes ou apropria√ß√Ķes contempor√Ęneas que t√™m lugar em outras √°reas, notadamente na antropologia e nos estudos da linguagem e da literatura.

Título: Contracultura e experimentalismo no Brasil: rupturas, releituras e permanências
Docente Respons√°vel:
Frederico Oliveira Coelho


Este projeto tem como premissa fundamental propor uma releitura cr√≠tica completa do tema que historicamente se configurou chamar de “contracultura brasileira”. Um alerta em tal tipo de empreitada, √© a defini√ß√£o clara deste termo. Ao trabalhar com o tema da cultura marginal e de outros movimentos culturais brasileiros dos anos 1960/1970, sempre tivemos como meta te√≥rica encontrar uma forma de abordagem que consiga dar conta de um objeto que re√ļna de forma produtiva um amplo sistema art√≠stico e uma categoria est√©tico-te√≥rica espec√≠fica. Afinal, “contracultura” tanto pode ser um estilo de vida quanto uma forma de classificar uma obra ou carreira art√≠stica. No nosso caso particular, o tema da contracultura ser√° um ponto de partida para uma reflex√£o mais ampla do que atualmente se espera dele. O intuito √©, ap√≥s a pesquisa, termos uma nova forma de pensarmos as obras e os artistas que est√£o, de forma muitas vezes est√°ticas, atreladas ao termo “contracultura”. A proposta √© adensarmos o termo em suas especificidades brasileiras e internacionais para, contraditoriamente, esvaziar suas atuais representa√ß√Ķes, visando o redimensionamento radical de seus debates.

T√≠tulo: Coletivos de Cultura ‚Äď Uma experi√™ncia de Pol√≠ticas do Comum na Cidade do Rio de Janeiro
Docentes Respons√°veis:
Miguel Jost Ramos
                                                Julio Diniz


A pesquisa de p√≥s-doutorado “Coletivos de Cultura ‚Äď Uma experi√™ncia de Pol√≠ticas do Comum na Cidade do Rio de Janeiro” √© uma investiga√ß√£o sobre a constitui√ß√£o de uma s√©rie de coletivos de artistas nas √ļltimas duas d√©cadas no Rio de Janeiro. O trabalho procura analisar e debater a capacidade de interven√ß√£o destes coletivos na cidade, e como sua a√ß√£o tem reformulado determinados par√Ęmetros da produ√ß√£o cultural a partir de um novo modelo de coopera√ß√£o, de organiza√ß√£o e de pr√°ticas pol√≠ticas de proximidade. Como for√ßa motriz dessa experi√™ncia, a pesquisa destaca a√ß√Ķes destes coletivos que desestabilizaram formas convencionais de rela√ß√£o com o mercado, a sociedade, o campo acad√™mico e outras institui√ß√Ķes de perfil sedimentado e definido. O interesse do trabalho gira em torno de coletivos de diferentes naturezas, e independe de um campo de atua√ß√£o espec√≠fico. Coletivos de escritores, artistas visuais, m√ļsicos, de profissionais das artes c√™nicas, ou mesmo coletivos compostos por uma sobreposi√ß√£o destas linguagens, fazem parte do campo que a pesquisa pretende mapear e debater.

 

Voltar


item Linha de pesquisa 3: Literatura, cultura e política em espaços lusófonos

     Projetos de pesquisa vinculados √† linha de pesquisa 3

Título: Realismo, Realismos - debates em torno de uma política de ficção
Docente Respons√°vel: Izabel Margato

O projeto tem como principal objetivo a retomada, amplia√ß√£o e o aprofundamento da pesquisa desenvolvida em projetos anteriores sobre as diferentes propostas de Arte Realista. A delimita√ß√£o mais precisa da proposta divide-se em tr√™s eixos: o primeiro volta-se para a amplia√ß√£o do trabalho em torno da produ√ß√£o dos escritores neorrealistas, n√£o s√≥ dando continuidade ao levantamento e an√°lise de textos publicados em jornais e revistas de dif√≠cil acesso, mas agora incluindo a leitura da documenta√ß√£o que comp√Ķe os esp√≥lios de seus principais escritores; o segundo eixo amplia-se com a an√°lise dos diferentes recortes program√°ticos, de formula√ß√Ķes te√≥ricas e criticas, que definem as diversas fisionomias do projeto realista para a produ√ß√£o liter√°ria e cultural no s√©culo XX. Al√©m disso, buscar-se-√° analisar nessa segunda vertente a controv√©rsia desencadeada entre o realismo e as artes de vanguarda focalizando, nomeadamente, o debate em torno da import√Ęncia das artes para a pr√°tica de uma a√ß√£o pol√≠tica e revolucion√°ria; o terceiro eixo buscar√° dar seguimento ao tratamento da documenta√ß√£o estudada para a implementa√ß√£o do Banco de Dados que permitir√° reunir e catalogar uma vasta e diversificada documenta√ß√£o para ser disponibilizada √† comunidade cient√≠fica e ao p√ļblico em geral.

Título: O Neo-realismo português: acervo e documentação
Docente Respons√°vel: Izabel Margato

O projeto tem como principal objetivo ampliar e aprofundar o trabalho de levantamento, an√°lise e tratamento do acervo documental, publicado em peri√≥dicos por escritores neo-realistas portugueses e pelos seus sucessores, no per√≠odo que engloba o final dos anos 30 at√© a d√©cada de 60. O problema central a ser abordado divide-se em dois blocos: o primeiro bloco volta-se para a pesquisa em torno da produ√ß√£o dos escritores neo-realistas. O grupo de artistas e intelectuais que se reuniu sob o nome de Neo-Realistas foi respons√°vel por uma ampla e diversificada produ√ß√£o - art√≠stica, filos√≥fica e de interven√ß√£o - que, aliada √† a√ß√£o mais direta de conscientiza√ß√£o, junto a oper√°rios, camponeses e outras for√ßas de trabalho, produziu um movimento gradativo no sentido da forma√ß√£o de uma frente cultural antifascista. Com matriz marcadamente interventiva, as obras produzidas nesse per√≠odo - embora desiguais - delineiam uma nova fisionomia √†s artes realistas. No segundo bloco, trataremos e analisaremos os textos que ajustam, polemizam e redefinem o projeto neo-realista. Muitos dos autores que identificamos como pertencentes √† segunda fase do Neo-Realismo gradativamente e na especificidade de cada aposta individual, v√£o dar nova forma e novo entendimento √† Arte realista. Uma vasta documenta√ß√£o ainda n√£o sistematizada permanece sob a guarda de arquivos portugueses, exigindo os processos de recolha, sele√ß√£o e categoriza√ß√£o, a serem desenvolvidos no √Ęmbito das Pesquisas em Literatura e Cultura Portuguesa, da C√°tedra Padre Ant√≥nio Vieira, da PUC-Rio.

T√≠tulo: Jo√£o do Rio e as representa√ß√Ķes da cidade III: o artista, o rep√≥rter e o artif√≠cio
Docente Respons√°vel: Renato Cordeiro Gomes

Retomada dos projetos anteriores, para dar continuidade ao trabalho de resgate e estudo da produ√ß√£o de Jo√£o do Rio, agora acrescentando a investiga√ß√£o dos contos e seu confronto com a produ√ß√£o de Jean Lorrain, leitura recorrente de Paulo Barreto, pelo seu vi√©s do dandismo e do Decadentismo.¬†Minimizada at√© relativamente pouco tempo, a obra de Jo√£o do Rio vem ganhando aten√ß√£o nos √ļltimos 20 anos, depois do decl√≠nio das narrativas de ruptura. Grande parte dessa obra ainda n√£o foi resgatada dos jornais e revistas. Este projeto procura resgat√°-la, edit√°-la e estud√°-la. Como profissional de imprensa, Jo√£o do Rio trabalha numa simbiose de documental e ficcional, com a consci√™ncia do dilema do artista na modernidade frente √† sua autonomia/individualidade e ao mercado. Realiza as tens√Ķes entre o jornalista e o artista, que lan√ßa m√£o do artif√≠cio, para representar-se na sociedade e escrever "o reflexo tumultu√°rio da transforma√ß√Ķes da vida do Rio de Janeiro". Por esse vi√©s, tra√ßa seu projeto mais ousado: a formula√ß√£o de uma psicologia urbana, que fecunda o imagin√°rio carioca, √† medida que enfrenta a problem√°tica legibilidade da cidade que se modernizava. Objetiva-se resgatar, em fontes prim√°rias (Gazeta de Not√≠cias, O Paiz, Kosmos, Ilustra√ß√£o Brazileira, entre outras) na Biblioteca Nacional, parte da produ√ß√£o de Jo√£o do Rio, recuperando os t√≠tulos originais das colunas e s√©ries, verificando as implica√ß√Ķes na produ√ß√£o de sentido a mudan√ßa de suporte material (do jornal e revistas para o livro) e estudando a√≠ as representa√ß√Ķes do Rio de Janeiro. Nesta nova fase, o corpus amplia-se com o estudo dos contos, os reunidos em livros e os que s√≥ foram publicados apenas em peri√≥dicos.

T√≠tulo: Representa√ß√Ķes da cidade na literatura e na cultura midi√°tica
Docente Respons√°vel: Renato Cordeiro Gomes

Estudo e an√°lise das formas de representa√ß√£o da cidade e suas rela√ß√Ķes com o universo mais amplo da cultura, privilegiando-se a abordagem transversal do espa√ßo lus√≥fono e das vertentes nacionais ou transnacionais, em suas continuidades e descontinuidades. Nesta perspectiva, enfatizam-se as rela√ß√Ķes entre est√©tica e pol√≠tica, cultura e poder e as figura√ß√Ķes identit√°rias, visando a investigar, numa bibliografia transdisciplinar, um quadro te√≥rico que permita ler as imagens e representa√ß√Ķes da cidade em textos midi√°ticos e po√©ticos, narrativos e referenciais das Literaturas Brasileira e Portuguesa dos s√©culos XIX e XX, e, numa √≥tica comparatista, estabelecer rela√ß√Ķes com textos de outras literaturas e da cultura midi√°tica. O foco das investiga√ß√Ķes, deste modo, direciona-se √† quest√£o da legibilidade da cidade moderna e p√≥s-moderna e suas representa√ß√Ķes verbais e audiovisuais.

T√≠tulo: √Āfrica: outros modos de usar
Docente Respons√°vel: Eneida Leal Cunha


A investiga√ß√£o tem como alvo a leitura contrastiva de imagens visuais relativas √† √Āfrica e √† africanidade coletadas em superf√≠cies e linguagens diversas. Trata-se de um desdobramento do projeto anterior (√Āfricas) operado por expans√£o e deslocamento, primeiro, porque ultrapassar√° o √Ęmbito liter√°rio e lus√≥fono, para abarcar a √Āfrica e o vasto espa√ßo geopol√≠tico e hist√≥rico-cultural da di√°spora negra; segundo porque, sem descartar as imagens visivas produzidas pela linguagem verbal, privilegiam-se as imagens visuais da africanidade ou de extra√ß√£o africana e afrodiasp√≥rica, produzidas em temporalidades, espa√ßos continentais, superf√≠cies e dom√≠nios diversos, seja como dispositivos de conhecimento e controle, a exemplo da fotografia colonial, seja como suportes das vis√Ķes da √Āfrica veiculadas pelos media atuais, seja como contra imagens e estrat√©gias de empoderamento de popula√ß√Ķes subalternizadas, sejam elas produzidas pelos m√ļltiplos experimentos art√≠stico-visuais contempor√Ęneos que circulam globalmente. A diversidade de linguagens e objetos plaus√≠veis para a pesquisa tem como contrapartida organizadora os tr√™s eixos de interesse da investiga√ß√£o, que devem constituir os recortes ou os conjuntos a serem lidos: a for√ßa disruptora de imagens produzidas contemporaneamente em confronto com o poder instituinte das imagens na constru√ß√£o, pelo ou no Ocidente, da exterioridade e da inferioridade africanas; a concre√ß√£o imag√©tica de uma mem√≥ria ancestral africana enquanto discurso identit√°rio e suas potencialidades tanto libertadoras quanto constritoras; os usos alternativos de arquivos da africanidade e da colonialidade em imagens visuais (ou visivas) produzidas contemporaneamente e sua pot√™ncia desconstrutora. Para desenvolvimento do projeto far-se-√°, em paralelo, um investimento te√≥rico e reflexivo, subsidiado por autores como Friedrich Nietzsche, Walter Benjamin, Michel Foucault, Gilles Deleuze e George Didi-Huberman, entre outros, acerca de estrat√©gias potencializadoras de legibilidade das imagem visuais, que fa√ßam emergir percep√ß√Ķes alternativas ou reversivas acerca da hist√≥ria e do presente das √°fricas contempladas, e principalmente, de um aparato conceitual capaz de dar conta da efic√°cia e da disson√Ęncia de imagens contempor√Ęneas que se inscrevem em outros usos ou outras experi√™ncias da africanidade.

Título: Comunidade e imunidade: o campo cultural, a ficção e a política nos espaços da língua portuguesa
Docente Respons√°vel: Alexandre Montaury


O projeto Comunidade e Imunidade: o campo cultural, a fic√ß√£o e a pol√≠tica nos espa√ßos da l√≠ngua portuguesa pretende sistematizar um quadro de rela√ß√Ķes liter√°rias e culturais formadas entre artistas e intelectuais angolanos, brasileiros, mo√ßambicanos e portugueses no √Ęmbito das lutas pol√≠ticas da modernidade do s√©culo XX. Partindo do pressuposto de que essas rela√ß√Ķes geraram um campo cultural espec√≠fico que configurou e reconfigurou sentidos de comunidade, pretende-se reconstituir a forma√ß√£o de redes intelectuais que, √† margem das institui√ß√Ķes oficiais, no plano da escrita liter√°ria ou da interven√ß√£o cultural, se posicionaram frente a desafios pol√≠ticos comuns nos √ļltimos sessenta anos. O primeiro segmento da pesquisa volta-se para a an√°lise das forma√ß√Ķes discursivas que, no per√≠odo, se demarcaram dos esfor√ßos de homogeneiza√ß√£o promovidos pelos estados nacionais, no Brasil e em Portugal, e pelas for√ßas coloniais que atuavam nos pa√≠ses africanos. O objetivo √© esclarecer a forma√ß√£o de redes operativas que atrav√©s de movimentos, grupos e afinidades intelectuais, combateram o autoritarismo pol√≠tico a partir de a√ß√Ķes rec√≠procas no universo cultural da l√≠ngua portuguesa. No segundo segmento da pesquisa, ser√£o estudadas as teorias que interrogam concep√ß√Ķes modernas e contempor√Ęneas de comunidade para analisar os investimentos coloniais voltados para a imposi√ß√£o de uma unidade psicocultural, lingu√≠stica e biossocial nos pa√≠ses africanos. Ao rejeitar uma no√ß√£o equ√≠voca de influ√™ncia ou de comunitarismo luso-afro-brasileiro, o projeto pretende empreender um estudo articulado das movimenta√ß√Ķes art√≠sticas e intelectuais brasileiras, portuguesas e africanas, em suas express√Ķes angolanas e mo√ßambicanas, para evidenciar a forma√ß√£o de redes afetivas e intelectuais a partir da circula√ß√£o de objetos liter√°rios e culturais que registraram cumplicidades est√©ticas e pol√≠ticas dando forma a uma escrita p√≥s-colonial. No terceiro segmento da pesquisa, ser√£o analisadas as formas de arte realista como dispositivo art√≠stico privilegiado de representa√ß√£o p√≥scolonial. As objetiva√ß√Ķes art√≠sticas e culturais, ao proporem recontratualiza√ß√Ķes simb√≥licas e sociais, mesmo quando n√£o se limitam ao sistema te√≥rico do realismo, utilizam a refer√™ncia, que aponta necessariamente, por um lado, para crit√©rios de interpreta√ß√£o da realidade social imediata e cotidiana, e por outro lado, para uma pr√°tica de produ√ß√£o de sentidos em clara intera√ß√£o com essa mesma realidade. Neste n√≠vel da pesquisa, busca-se esclarecer o sentido de retorno ao real e suas novas condi√ß√Ķes de emerg√™ncia neste universo espec√≠fico.

Título: Literatura, Leitura e Política
Docente Respons√°vel: Julio Cesar Vallad√£o Diniz


An√°lise cr√≠tica de textos, autores e temas na perspectiva dos estudos de cultura, com √™nfase na discuss√£o de quest√Ķes ligadas aos espa√ßos multifacetados da contemporaneidade. O projeto privilegia as narrativas que, sob um vi√©s comparativo, focam os seus discursos em categorias como √©tica, pol√≠tica, tr√Ęnsito cultural, identidade(s) diasp√≥ricas e representa√ß√£o nacional.

Título: Os pontos cardeais do modernismo III
Docente Responsável: Gilberto Mendonça Teles


O projeto de pesquisa tem por objetivo a continua√ß√£o do levantamento, que vem sendo realizado atrav√©s das revis√Ķes e reedi√ß√Ķes de Vanguarda Europeia e Modernismo Brasileiro, visando ao panorama mais completo poss√≠vel dos manifestos e proclamas dos jornais e revistas fundados por influ√™ncia da proje√ß√£o e express√£o do Modernismo pelo territ√≥rio brasileiro.

Título: Reminiscências históricas e literárias: fundação e metamorfose na literatura portuguesa
Docente Respons√°vel: Cleonice Ser√īa da Motta Berardinelli



O gosto da "cita√ß√£o" √© de fato indiscut√≠vel. Contudo, em se tratando da literatura portuguesa, parece ser ainda mais pertinente evocar esse gesto fundacional que encontra em momentos privilegiados da hist√≥ria e em refer√™ncias liter√°rias obsedantes a alavanca do gesto criador, em outras palavras, n√£o a sua repeti√ß√£o, mas a sua metamorfose. Cam√Ķes, Gil Vicente, Pessoa, Vieira, Garrett, Antero ou E√ßa s√£o emblem√°ticos desse modelo de duplo vi√©s: a evoca√ß√£o e a releitura.

Voltar